O normal et o patológico

Capa
Forense Universitária, 2007 - 293 páginas
0 Resenhas
Escrito originalmente como tese de doutorado em medicina, este primeiro ensaio de Georges Canguilhem constitui um marco fundamental nesse novo campo do saber humano – a epistemologia. SEgundo o autor, a medicina, muito mais do que uma ciência propriamente dita, é uma técnica ou uma arte situada na encruzilhada de várias ciências. O Presente trabalho é, pois, uma tentativa de integrar à especulação filosófica alguns dos métodos e aquisições da medicina. NÃo se trata de incorporar-lhe uma metafísica, mas de propor uma reflexão filosófica sobre seus métodos e técnicas, a fim de conceituá-los para uma melhor e mais clara compreensão dos fenômenos patológicos humanos.

O que estão dizendo - Escrever uma resenha

Não encontramos nenhuma resenha nos lugares comuns.

Informações bibliográficas