Collecção de tratados e concertos de pazes que o estado da India portugueza fez com os reis e senhores com quem teve relações nas partes da Asia e Africa Oriental desde o principio da conquista até ao fim do seculo XVIII, Volume 9

Couverture
Imprensa nacional, 1885

À l'intérieur du livre

Autres éditions - Tout afficher

Fréquemment cités

Page 102 - Senhor de Guiné e da conquista, navegação e commercio da Elhiopia, Arábia, Pérsia e da índia, ele.
Page 109 - Africa de Guiné, e da conquista, navegação e commercio da Ethiopia, Arabia, Persia e da índia, etc.
Page 305 - ... encarregar-me, como para o animar lhe dei a nomeação de Capitão Mor da Mixonga, isto he de huns Mattos incultos, e despovoados. Elle...
Page 110 - Patriarcha, meu como irmão muito amado, Nosso Senhor haja a vossa pessoa em sua santa guarda. Escripta no Palacio de Nossa Senhora da Ajuda, em 9 de Setembro de 1773.
Page 30 - Aviso expedido pela Secretaria de Estado dos Negócios da Marinha, e Domínios Ultramarinos, em data de 1.° de dezembro de 1797 (Documento n.° 57).
Page 118 - ... esperar, nem ainda exigir pela simples permissão de poder o dito Rey tratar por seus Emissarios da recuperação do seu Reino, porque esta permissão tem elle por todas as leis, e por todo direito, e seria huma acção, e negociação tão disforme, como embaraçar-lhe as suas diligencias. He logo preciso que o Estado lhe estipule alguma cousa; nenhuma he mais necessaria e propria para este infeliz Rey nas circumstancias presentes, que tropas, munições de guerra, e dinheiro.
Page 301 - Cunene, chamado por outro nome (segundo alguns mappas) Rio Grande, ou grande rio? Eu agora vou tirar esta duvida, partindo desta villa em Maio, como tenho determinado. Os escravos que o Cazembe faz, remette-os para o...
Page 308 - Gazas também grandes, como estas nossas, e que da outra banda do Rio fica o Regulo Congo, vizinho dos Mozungos; e que do fato annual, que recebe o dito Regulo Congo dos Mozungos, reparte com o dito Muenemputo, e Muropoé.
Page 296 - Pereira, onde vive do oiro que tira das minas e do seu commercio com os cafres dos sertões, como fazem todos os moradores destes rios. Este homem descarnado, mas de grande espirito, é amado e temido de todos os...
Page 302 - ... cores. É muito respeitado dos seus vassallos, e para conservar o respeito rarissimas vezes se deixa ver delles; nas mesmas occasiões em que dá assembléa aos grandes do Reino, offerecendo-lhes em logar de chá, café, ou chocolate, não obstante os aparelhos...

Informations bibliographiques