Historia da universidade de Coimbra nas suas relações com a instucçâo publica portugueza: 1289 a 1555

Couverture
Por ordem e na typ. do Academia real das sciencias, 1892

À l'intérieur du livre

Pages sélectionnées

Autres éditions - Tout afficher

Fréquemment cités

Page 73 - Incolás a meu cuydar é muy boõ fisico por non saber el as suas gentes guarocer, mais vejo-lhi capelo d'ultra-mar ; * e traj'al uso bem de Monpiller, e latyn como qual clerigo quer entende, mais non o sabe tornar. E sabe seus livros sigo trazer, como meestre sabe-os catar, e sab'os cadernos ben cantar, qual cor non sabe per elles leer ; mais bem vos dirá 'qui quanto custou todo per conta ca elle x'os comprou, ora vede se a gram saber. E en boõ ponto el tan myto leeu, ca per o prezam condes e...
Page 458 - Algarves daquem e dalem mar em Africa, Senhor de Guiné, e da Conquista, navegação e commercio da Ethiopia, Arabia, Persia e da india, etc.
Page 76 - ... den portadgo ninguno de sus libros, nin de sus cosas que troxieren pora sí, et que estudien é vivan seguramiente é en paz en la cibdat de Sevilla.
Page 364 - Fez isso porque avia medo de dizer cousa contra os Gregos, e não vos maravilheis d'isto, porque eu estando em Espanha não ousaria de dizer cousa algua contra Galeno e contra os Gregos.
Page 382 - Vi a carta que me escrevestes, em que me daes conta, que os primeiros reis que foram d'este reino, que por muitos serviços que da dita Cidade receberam, entre os muitos privilegios e honras que a dotaram, houveram por bem, que o Tombo do Reino e Estudos Geraes estivessem em ella, e que pelos reis passados meus antecessores foram mudados para minha cidade de Lisboa; e que ora por...
Page 290 - Ora manifesto he que estes descobrimentos de costas, ylhas e terras firmes, nam se fizeram indo a acertar; mas partiam os noàsos marcantes muy ensinados e providos de instrumentos e regras de astrologia e geometria, que são as cousas de que os Cosmographos ham d'andar apercebidos, segundo diz Ptolomeo no primeiro livro de sua Geographia.
Page 35 - Com que dantes tinham guerra. Dizem dos nossos passados Que os mais não sabiam ler, Eram bons, eram ousados. Eu não louvo o não saber Como alguns...
Page 337 - Os chronistas que escreveram debaixo da influencia dos immediatos successores deste principe, tendo diante dos olhos o latego da censura, pintam-no como dotado de alta intelligencia e de qualidades dignas de um rei. Durante a vida de seu pae muitos havia que o conceituavam como intellectualmente imbecil ou que, pelo menos, o diziam * . O proprio D. Manuel mostrara receios do predominio que, em tenra idade, exerciam no seu espirito homens indignos2.
Page 280 - E hu çapateiro que he o mais baixo officio dos mechanicos, não põe tenda sem ser examinado. E este todo o mal que faz, é danar a sua pelle, e nã o cabedal alheio; e maos mestres leixam os discipulos danados pera toda a sua vida, nam somente com vicios d'alma de que podéramos dar exemplos; mas ainda no modo do os ensinar.
Page 144 - Justiça e quando alguns vos desprouvesscm terieis donde tomar outros, e elles temendose do que poderia acontecer servirião melhor e com mais diligencia : e destes viriam bons beneficiados que serião bons eleitores, e deshi bons Prelados, Bispos : e outros aquesto havia mester bons hordenadores em o começo, e pareceme Senhor, que se...

Informations bibliographiques