Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Volume 67 ;Volumes 109 à 110

Couverture
 

Avis des internautes - Rédiger un commentaire

Aucun commentaire n'a été trouvé aux emplacements habituels.

Autres éditions - Tout afficher

Expressions et termes fréquents

Fréquemment cités

Page 430 - Presidente abre a sessão . O Sr. Fleiuss, 2.° Secretario, lê a acta da sessão anterior, a qual é approvada sem debate.
Page 203 - ... achando-se que as não tem paguem em dobro a valia das armas que lhe falecerem das que são...
Page 333 - Prata, aonde vimos que, ha pouco tempo, estando em paz as duas Coroas por todas as partes se não duvidou fazer a guerra, e passaram as tropas Castelhanas a atacar uma Praça de Portugal, concorrendo para esta empreza um Corpo considerável de índios commandados por Pés.
Page 332 - Escrivão temei terra nas mãos ea dei na mão do Capitão Mor em nome d'El-Rei Fellippe IV Nosso Senhor houve por mettido e envestido na dita posse pela Coroa de Portugal do dito sitio e mais terras, rios, navegações e Commercios ao qual sitio o dito Capitão Mor pôz o nome a « Franciscana > de qae tudo eu Escrivão fiz este autto de posse em que assignou o dito Capitão-Mór.
Page 333 - Lisboa não seria eu menos criminoso se intentasse ofTender as suas Fronteiras do que consentir que se insultem as deste Estado, nestes termos conseguirá o estar tão livre de perturbação por esta parte como o está pela parte dos Francezes de Cayena e dos Hollandezes de Suriname aonde não confina com os Pea.
Page 335 - Paz concluído em 13 de Fevereiro de 1668 cedeu El-Rei Catholico a El-Rei de Portugal tudo o que tinha e de que estava de posse esta Coroa antes da guerra que principiou no anno de 1640...
Page 335 - Coroa, sendo uma ténue compensação das suas calamidades, e assim o entenderam e aprovaram os Reis Catholicos tanto na recuperação e descobrimento do Brazil, como nos do Rio das Amazonas aonde depois de haverem as Armas Portuguezas expugnado as Fortalezas acima referidas e expulsado outras Nações de Hereges que navegavão o mesmo Rio. Vierão differentes ordens aos Governadores do Maranhão e Pará para que executassem este descobrimento, o que não ocoulta o Pé Manoel Roza Procurador Geral...
Page 332 - ... tinha já visto tudo o mais no descobrimento e Rio, e logo por todos e cada um foi dito que em todo o discurso do dito descobrimento não havia sitio melhor e mais acommodado e...
Page 203 - ... ao menos dois falcões e seis berços e seis meios berços e vinte arcabuzes ou espingardas e pólvora...
Page 333 - V. Revm. a outra que considera mais forte, exhortando a que se exercitem nos movimentos militares tantos índios, perdendo-lhe com os exercícios de que não são capazes, o tempo que poderão aproveitar instruindo-se na vida christã e quando V.

Informations bibliographiques