Images de page
PDF
ePub

tábulos da Capella Mór, e Cruzeiro, são de marmore salema, e tem cada uma de comprido 38 palmos 4 decimos e 1 quarto e de grossura 4 palmos e 6 decimos. Tem as outras 12 columnas dos 6 Retabolos dos outros Altares, que são tambem de marmore salema, de comprido cada uma 13 palmos 6 decimos e meio; e de grossura i palmo e 5 decimos e 1 quarto: os capiteis que estão sobre cada uma de todas estas columnas são de Architectura compozita.

Tem a Bazilica de alto, até á cimalha real 60 palmos e meio; tem a bancada que fica acima da dita-cimalha, até onde principia a volta da abobeda da Bazilica, 8 palmos: tem de alto a abobeda d'esta bancada para a parte de cima 25 palmos; sendo a altura total do plano da Bazilica, até ao ponto da abobeda 93 palmos e meio.

Da dita cimalha real, até ao leito superior da cimalha que assenta sobre as Presinas, a qual é a que faz varanda, ou passeio, aonde descança a grade de ferro, há de alto 42 palmos e meio. Faz a ditta cimalha da boca do zimborio em circumferencia 155 palmos, e 8 decimos: e da moxeta d'esta cimalha, até ao primeiro socollo nos intervallos faz de passeio 5 palmos e 3 quartos; e faz do alto do mesmo passeio, até onde fecha o annel do zimborio pela parte superior 47 palmos e meio; fazendo por este modo toda a altura desde o passeio, até ao annel pela parte de cima 90 palmos.

O zimborio tem de alto pela parte exterior desde a cimalha real, até onde assenta a Esfera 170 palmos e 4 decimos.

A Esfera tem de circumferencia 22 palmos: da Esfera

para cima tem palmo e meio de ornato, donde faz pé a Cruz, a qual de alto tem 13 palmos.

Tanto a Esfera como a Cruz se achão enfiadas por um grande vergalhão de ferro, que serve de chumbadoiro, e de ástea.

A Esfera tem por dentro uma armação de ferro, com uma repartição, em que se acha segura a Caixa das Reliquias: esta armação se acha forrada de chapas de cobre.

A Esfera está abraçada por quatro quartellas de bronze, as quaes vão pegar no pé da Cruz; e esta tem no seu centro um furo quadrado, que enfia pelo ditto vergalhão do chumbadoiro, o qual está atravessado com 2 cavi. lhas.

Peza o bronze, o ferro, e o cobre d'esta Esfera, e Cruz, e das duas das Torres trinta e trez quintaes uma arroba e vinte cinco arrateis; o ferro vinte e um quintaes e quatro arrobas, e o cobre trez quintaes uma arroba, e onze arrateis.

5. Ha tambem na Esfera do zimborio muitas Reliquias com as suas Authenticas: um S.to Lenho; uma da carne de S.ta Thereza de Jezus; uma lança tocada na que ferio o lado de Jezu Christo; um Agnus Dei-; uma medalha de Nossa Senhora de La Nieve; uma Senhora del Sagrario de Toledo; Nossa Senhora de Guadalupe; Nossa Senhora da Tocha; Nossa Senhora do Pilar; Corporales de Caravaca; S. Theago Apostolo; Nossa Senhora da Conceição; Nossa Senhora de Monserrate; o Anjo Custodio; Nossa Senhora da Vida; dois papeis com varias Reliquias;

um Escapolario de Nossa Senhora; e uma Cruz do Sepulcro de S. Francisco de Salles.

Quazi todas estas memorias são tiradas fielmente de outras que nos derão os Mestres respectivos da obra, que julgámos exactas, e por isso d'ellas nos servimos n'esta parte.

CAPITULO 18.°

Das Tendas d'este Mosteiro e Bazilica e do Privilegio do Juizo Privativo

§ 1. Entendeu S. Mags.to, que não era bastante ao cumprimento do seu voto, fundar este magnifico edificio, mas que para isso era necessario doar-lhe rendas que o fizessem subsistente; para isto lhe applicou rendas Eccleziasticas, e Seculares com a segurança necessaria; por quanto por Ley de 13 de Janeiro de 1781, doou S. Mags,te ao Mosteiro para seu dote fundamental, para a sustentação das Religiozas para o reparo dos edificios, e culto Divino; para satisfação das congruas dos Capellães, Sacristão, Medico, e Cyrurgião, todos os rendimentos da Igreja. de Barcos no Bispado de Lamego; e mais as pensões annuaes, e perpetuas impostas nas Igrejas seguintes: na de Miranda do Corvo no Bispado de Coimbra, um conto e duzentos mil reis; na de Penela no Bispado de Coimbra, quatrocentos mil reis, na de S. P. n'este Patriarchado seis centos mil reis; na de S. Salvador, no Patriarchado, duzentos mil reis; na de S. Tiago, no Patriarchado, trezentos mil reis; na de S. Maria no Patriarchado, quinhentos mil reis; na Abbadia de N. S. da Assumpção de

[ocr errors]

Castro Roupal no Bispado de Bragança, seis centos mil reis; os quaes redittos e pensões se achavão já para o mesmo fim applicados por Bulla do S.to Padre Pio 6.o, óra Prezidente na Igreja de Deos, a qual começa Ex debito de 28 de Julho de 1779; e por outra de 26 d'Abril de 1780; a ambas dá S. Mags.to nesta Ley o seu Real Beneplacito, posto que desnecessario, visto que as mesmas Bullas forão impetradas a Instancias de S. Mags.", como se reconhece na mesma Ley.

=

§ 2. Nesta mesma Ley faz S. Mags." Doação do Roguengo de Tavira; e outro sim da Capella da Real Coroa instituida na Villa de Benavente, chamada de S.a Catharina; tendo antes o mesmo S.o Padre, por Breve de 28 de Setembro de 1780, concedido a S. Mags.te o dispor dos redditos d'esta Capella em obras pias a seu arbitrio.

§ 3.

Finalmente por Carta Regia de 15 de Novembro, dia da Sagração da Igreja de 1789, rezolveu S. Magestade acrescentar o rendimento d'este Real Mosteiro para fabrica e guisamento da Bazilica: e por principio de acrescentamento das suas rendas, lhe fez doação de seiscentos mil reis annuaes e perpetuos, pagos pelo Cofre dos rendimen tos das Igrejas vagas, dos quaes pode S. Magestade dispor em obras pias por concessão Apostolica, mas na mesma Carta vem declarado, que logo que S. Magestade faça Doação ao Mosteiro de outras rendas Ecclesiasticas, serão aquelles seiscentos mil reis pagos por outra repartição.

[ocr errors]

§ 4. Para com mais facelidade, e menos trabalho e

« PrécédentContinuer »